China continua a superar a economia dos EUA, revela pesquisa

Pelo segundo trimestre consecutivo, os principais diretores financeiros do mundo têm uma visão mais positiva da economia chinesa do que da economia dos Estados Unidos.

Numa pesquisa feita pela CNBC Global CFO Council Survey, os CFOs deram uma perspectiva média de “Melhorando Modestamente” para o PIB da China, elevando a segunda maior economia do mundo de sua classificação do terceiro trimestre de “Estável”.

As perspectivas do conselho para a economia dos EUA também melhoraram, de “Modestamente em Declínio” no terceiro trimestre para “Estável” no trimestre atual, mas ainda está atrás da China.

Em todo o mundo, as perspectivas do PIB em geral melhoraram a partir das pesquisas do segundo e terceiro trimestres. Neste trimestre, junto com os EUA, o conselho elevou o Canadá e o Reino Unido de “Em declínio modesto” para “Estável”. O Japão, o restante da Ásia e a Zona do Euro mantiveram sua classificação de “estável” do trimestre anterior. África / Oriente Médio, América Latina e Rússia ainda são vistos como “modestamente em declínio”.

O CNBC Global CFO Council representa algumas das maiores empresas públicas e privadas do mundo, administrando coletivamente mais de US $ 5 trilhões em valor de mercado em uma ampla variedade de setores.

A avaliação de que a China tem a melhor situação econômica ecoa os relatos de que a economia da China está se recuperando à medida que a vida volta ao normal. Em outubro, a China informou que sua economia cresceu 4,9% no terceiro trimestre, após crescer 3,2% no segundo trimestre. No entanto, o número do terceiro trimestre ficou abaixo das estimativas do consenso.

A economia dos Estados Unidos cresceu 33,1% no terceiro trimestre, uma vez que se recuperou da maior queda trimestral desde que o governo começou a manter os registros. As estimativas para o quarto trimestre são de cerca de 5% de crescimento, mas o ressurgimento dos casos da Covid em novembro representa um grande obstáculo para a economia atingir esse número, e os principais bancos de Wall Street vêm rebaixando a perspectiva do PIB dos EUA nas últimas semanas.

No entanto, esses resultados variam por região. Em outro sinal de que os EUA e a Europa continuam a seguir o caminho da Ásia para sair da pandemia, 12 dos 13 CFOs da Ásia-Pacífico que participaram da pesquisa disseram que a promessa de uma vacina está tendo o maior impacto em seus planos para o próximo ano, enquanto mais da metade dos CFOs da América do Norte e pouco menos da metade dos CFOs da Europa disseram o mesmo.

Veja também: Bitcoin sofre queda de 7% no comércio volátil

Traduzido e adaptado por equipe Dinheirao.

Fonte: CNBC