Enem: Veja datas importantes e dados atualizados

ANÚNCIO

O Exame Nacional do Ensino Médio é uma grande conquista dos estudantes brasileiros, disso ninguém tem dúvida. Diante da instabilidade em que o mundo e o Brasil se encontra, uma discussão gigante tem girado em torno da aplicação da avaliação no ano de 2020.

O calendário de todas as etapas estipuladas pelo edital do certame foi divulgado no começo do ano, no entanto, tem gerado um impasse quantas às datas da realização da prova. Grandes personalidades, inclusive midiáticas tem levantado o argumento de adiamento do ENEM.

ANÚNCIO

Alunos de todo o país têm esperado meses por esse evento tão importante. Mas como ficarão as datas do exame? E como será feita a aplicação da modalidade digital? Tudo isso você confere aqui neste artigo.

Enem
Foto: Reprodução/internet

Saiba tudo sobre a atual situação do ENEM 2020, bem como as prováveis datas. Entenda também o porquê do adiamento da prova ser uma pauta importante no atual cenário da sociedade brasileira.

Calendário Enem 2020

Como é de costume, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas juntamente com o Enem realizam o cronograma do exame. Nele possui todas as datas referentes a cada etapa específica do certame.

ANÚNCIO

O edital foi publicado dia 31 de março, trazendo todas as regras e informações para os estudantes. No entanto, o país não contava viver num cenário de improbabilidades. Com o passar dos meses, o cronograma se tornou inviável.

Enem: Veja datas importantes e dados atualizados
Foto: Reprodução/internet

Principalmente no que tange às datas da aplicação da prova, que estava prevista para o mês de novembro. Prazos relativos à isenção da inscrição e cadastro não sofreram alteração. São eles 06 a 17 de abril e 11 a 22 de maio, respectivamente.

Os procedimentos acima são feitos totalmente online, através do site Enem Inep. O que não corre na aplicação da avaliação impressa. Mas não foi criada a modalidade online? Sim, porém a discussão em torno disso, não é apenas o risco à contaminação de um vírus.

Adiamento da prova

No edital do exame consta que as provas impressas irão ser aplicadas no dia 1º e 8 de novembro. E a eletrônica no dia 22 e 29 do mesmo mês, todas elas no domingo. Lembrando que essa será a primeira vez que Enem digital ocorrerá.

É importante termos ciência de que o ENEM é um programa decorrente do desenvolvimento de políticas públicas. Elas foram realizadas pelo o governo em parceria com órgãos como o Ministério de Educação e o próprio INEP.

E é justamente por esse motivo, que a questão do adiamento da avaliação tem sido tão discutido. O intuito do exame é ser um recurso possível de ser acessado por todos estudantes, sejam eles de escolas públicas ou privadas.

Enem: Veja datas importantes e dados atualizados
Foto: Reprodução/internet

Sem sombra de dúvidas, famílias que não tem condição de pagar pelas faculdades de seus filhos contam integralmente com o acontecimento deste evento. Este quadro de crise no qual temos vivido, tem impedido que alunos carentes consigam até mesmo estudar.

E nesse momento alguns se perguntam “Porque?”. É necessário que muitos deles trabalhem junto com os pais para conseguir arcar com as despesas de casa. Muitas vezes a fome bate à porta dessas famílias. E a maior discussão é essa, como esses estudantes irão se preparar?

Votação no Senado

De acordo com informações prestadas pelo portal G1, a parlamentar Daniela Ribeiro, levou ao Senado o debate da possibilidade de prorrogar a execução do Enem 2020. Isso engloba tanto as modalidades impressas como a digital.

A votação do projeto de lei tem previsão de acontecer no dia 19 de maio. Não foi só a prorrogação do Enem o proposto, mas o adiamento de todas as atividades que possibilitem a entrada de alunos em faculdades ou universidades. Este argumento sob justificativa da pandemia.

Posicionamento do INEP

Alexandre Lopes, Presidente da instituição, declarou que o adiamento da prova é algo que pode ocorrer, mas que a decisão não pode ser tomada neste momento. De acordo com ele, a discussão é precipitada. Dito isso, as datas originais do certame, por enquanto, são mantidas.

Isenção de Pagamento

Com o intuito de amenizar impactos da pandemia, os administradores decidiram conceder a isenção de pagamento da inscrição, para todos que o solicitaram. Os demais alunos pagam o valor de R$ 85,00 para fazer a prova.

ANÚNCIO