Dicas para impulsionar sua vida financeira em 2020

Saber lidar com o dinheiro é uma necessidade, para quem ganha pouco e para quem ganha muito. Para impulsionar sua vida financeira, basta saber como organizar as suas finanças. Cada um tem um motivo para tal: organizar as contas, economizar, programar as despesas ou investir adequadamente. 

As informações sobre vida financeira, estão em vários lugares. São livros, sites na internet e canais do youtube que oferecem esses serviços de forma gratuita. Se você tem dificuldades em organizar sua vida financeira além de buscar esses recursos, você pode ficar atento às dicas que vamos disponibilizar aqui nesse artigo.

Dicas para impulsionar sua vida financeira em 2020Fonte: Divulgação Internet

Como organizar sua vida financeira

Crie um orçamento 

Para criar um orçamento, o primeiro passo é escolher o meio com o qual você é mais familiarizado. Pode se fazer uma planilha no Excel, utilizar aplicativos no celular com o essa funcionalidade, ou até mesmo, fazer o uso de um caderninho. 

O próximo passo é analisar se você precisa de um orçamento individual ou coletivo (caso seja casado ou divida as despesas com alguém).  Em ambos os casos os passos mencionados aqui funcionarão.  

Faça cálculos

Calcule toda fonte renda e fixa e extra que possam ser levadas em conta no seu orçamento final. Saiba exatamente quanto você ganha. 

Liste os gastos

Existem alguns custos fixos que não tem como fugir deles, como contas de água, luz, telefone, condomínio, aluguel etc. O importante é ter uma noção do seu gasto mensal com contas que precisam ser pagas para que seus serviços não sejam cortados, prejudicando sua rotina. 

Leve em consideração os custos variáveis. Aqui entram aquelas coisas que geralmente são feitas no fim de semana como ir a bares, restaurantes, cinemas, dentre outras. São gastos que podem ser repensados a depender do seu orçamento e que em alguns casos quando colocados no papel, são despesas consideráveis. 

Crie o hábito de poupar

Muito tem se falado sobre investimento. Porém muitos especialistas em finanças afirmam que poupar é a melhor opção principalmente para quem quer investir. O fato é que, como você vai investir sem uma quantidade de recursos suficientes para tal? 

Outro aspecto positivo para quem poupa é a segurança. Quanto mais dinheiro poupado, menos empréstimos e dívidas você fará no futuro. Adiar a decisão de manter uma poupança é sempre prejudicial para o seu futuro, pois isso significa menos tempo de economias e consequentemente menos dinheiro e segurança lá na frente. 

Evite compras por impulso

O autocontrole é a palavra de ordem, para evitar comprar por impulso. Talvez, seja esse o motivo de muitas pessoas não conseguirem parar ou diminuir essa prática. Um estudo publicado pela revista Psychology and Marketing, aponta que as compras viciam, elas geram no nosso cérebro uma sensação semelhante à sentida com o uso de drogas. 

De acordo com uma pesquisa publicada pela Veja em 2018, no Brasil, quase 60% dos consumidores fazem compras por impulso. Se trata de um número bem alarmante. Os gastos mais relevantes são compras de roupas e calçados, supermercados e idas a bares e restaurantes.

Planeje sua aposentadoria

Em relação a aposentaria a maior dica do dia é não depender somente do INSS. Considere uma aposentadoria privada. São diversas opções de investimento que você pode pesquisar. 

Pense na sua aposentadoria o quanto antes. É comum as pessoas pensarem que não vale a pena um investimento desses no momento por se considerarem muito jovens. Isso é um erro. Quanto mais cedo for pensado a aposentadoria, mais tranquilidade você desfrutará na velhice. 

Negocie suas dívidas

Estar devendo é uma situação muito delicada e infelizmente uma realidade para muitos brasileiros. A maior dica para sair dessa situação é o planejamento. Ajustando as contas é possível buscar as prioridades e resolver o impasse. 

Procure priorizar as dívidas mais caras, buscando um parcelamento ou negociação justa falando com os credores. Em algumas situações é importante buscar ajuda, junto a órgãos que registram dados de dívidas como SPC e SERASA. 

Pagar as dívidas é importante para a saúde geral das suas finanças, assim você conseguirá poupar, investir e aproveitar sua finanças da melhor maneira possível.